quinta-feira, 30 de junho de 2016

#Desafio Papo de Blogueias

Oioioi Amores e Amoras eai tudo na paz?
Bom hoje nosso post será de um desafio do grupo Papo de Blogueiras que entramos recentemente. Esse é o nosso segundo desafio e a cor dessa vez é a Dourada. A cor do ouro. Trouxemos para vocês Uma Dica de Leitura com um livro de capa dourada.

A série de livros que representam a saga Acampamento Shadow Falls, escrita pela autora C.C. Hunter, que traz até nós a história da jovem Kylie, uma adolescente em busca de si mesma, que mesmo dividida entre dois amores, procura salvar e ajudar a todos que lhe procuram.

Levada ao Entardecer é o terceiro livro da trama e nele acontecimentos primordiais ocorrem em suas páginas.
Kylie realmente descobre quem é, ou melhor o que é, e para o bem e para o mal ela se encontra sempre em busca da verdade e de proteger aqueles que ama.

Não deixem de visitar os outros blogs participantes até o próximo post, XOXO
1.Gi Pereiraa: http://www.gipereiraa.com.br/

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Dica de Leitura

OIOIOI Amores e amoras hoje trouxemos uma resenha de um livro esperamos que aproveitem. XOXO M. T.


A Republica[1]
Thaiane Jotaene de Lima[2]

Resumo: O livro A Republica de Platão vem abordar através de diálogos de personagens dos filósofos gregos: Polemarco filho ais velho de Céfalo;  Sócrates; Trasímaco um sofista; Lísias irmão de Polemarco; Demóstenes; Glauco e Adimanto; dentre outros, as formas de governo e o sonho de uma sociedade fraterna.


Palavras Chaves: Filosofo; Sociedade; Justiça.

Em a Republica, a idealização de uma cidade perfeita na qual as pessoas possam viver em harmonia, onde dirigentes e guardiões são os únicos que possuem raciocínio é feita por Sócrates e discutida com seus colegas. Para Platão o ser humano ideal para estar governando é o filosofo, este por ser elitista e não se preocupa com a riqueza e sim com o bem estar social, onde a ética, politica e a história da filosofia fazem o tripé de seu mundo perfeito, ou seja, um regime aristocrático.
Inicia-se uma discussão sobre a justiça, esta mais forte que a injustiça que é preferível sofre-la a pratica-la, a partir desse ponto toma-se o rumo do decorrer da história. É como diz o ditado fazer o bem sem olhar a quem, a justiça deve ser aplicada ate mesmo ao seu inimigo.
Trasímaco um sofista, ou também chamado de realista diz que é de interesse do mais forte e a força é um direito de conquista. E que é o mais forte que é justo.
Aquele que desobedece regras, leis este sim vira ser justiçado pelos mais fortes, porque deles sim vem a justiça.
Sócrates pensa diferente, não acredita que a justiça venha do mais forte e sim da sociedade como toda.
Platão repudia a democracia uma vez que não se trata de igualdade, para ele o mundo teria que ser transcendente, para além do sensível porque os sentimentos destroem as pessoas.
Sócrates alarga o conceito de justiça envolvendo a cidade e não as pessoas, mas sem deixa-las de fora, logo que quem faz as cidades são as pessoas, a necessidade com que as pessoas tem de crescer faz nascer a auto insuficiência, procuram cada vez mais coisas para suprir esse desejo incontrolável de sempre querer mais e mais, mesmo que estes tenham que praticar a injustiça e por assim mesmo ficar sem punição pelo ato, dai a premissa de ser educado adequadamente, ou seja, igual aos filósofos e guardiões, baseados em três virtudes: a sabedoria que é para aqueles que governam, a coragem que é para os guardiões seja para defender ou para atacar a cidade e a temperança que todos devem pratica-la.
“Porque seríamos obrigados a dizer que os poetas e os prosadores proferem os maiores disparates acerca dos homens, quando afirmam que, em sua maioria, as pessoas más são felizes e as boas, mal-aventuradas; que a injustiça, quando praticada às escondidas, é útil; que a justiça é um bem para os outros, porém nociva para quem a pratica. Pediríamos que se abstivessem de tais opiniões, e exigiríamos que cantassem em versos e narrassem em prosa exatamente o contrário.” (Platão, 2004, p.108).
Eis que entra a questão das mulheres e das crianças, quanto as mulheres estas são de natureza diferente da natureza do homem, mas que quando tratados em sociedade as mulheres tem seus ensinamentos semelhantes aos dos homens pois é ai que as naturezas se juntam.
“Consequentemente, meu amigo, não há nenhuma atividade que conceme à administração da cidade que seja própria da mulher enquanto mulher ou do homem enquanto homem; ao contrário, as aptidões naturais estão igualmente distribuídas pelos dois sexos e é próprio da natureza que a mulher, assim como o homem, participe em todas as atividades, ainda que em todas seja mais fraca do que o homem.” (Platão, 2004, p. 206).
O mito da caverna se refere sobre a educação dos guardiões e filósofos, pois estes estão para além de riquezas materiais, e jamais cometeriam injustiça perante a sociedade, a influencia da mesma jamais ira afeta-los.



Referência bibliográfica
PLATÃO, A República. Trad. Enrico Corvisieri. São Paulo: Nova Cultural, 2004.





[1] Texto escrito como cumprimento parcial de nota na disciplina de Historia das Ideias Politicas, com orientação do professor Mauricio
[2][2] Acadêmica do 2° período do curso de historia da Universidade Federal de Rondônia – UNIR, 2° semestre de 2014.

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Qual seu tipo de pele?

OIOIOI Amores e Amoras tudo bem com vocês?

Eai, você ai!
Você sabe qual seu tipo de pele?
Não?
Então vamos ajudar a  você descobrir!

  • Pele seca => possui rugas fininhas ao redor dos olhos e dos lábios, é sensível ao frio, ao sol, ao ar condicionado e ao vento que faz a pele  ter uma textura com tendencia a descamação.



  • Pele oleosa => possui um brilho principalmente na região T ( testa, nariz e queixo), pouca rugas porém profundas.
  • Pele mista => Na região T ( testa, nariz e queixo), é oleosa e seca ao redores.

Para ajudar a descobrir o seu tipo de pele existem uns lencinhos de papel especificamente para isso, aqui em Rondônia só encontramos na Mary Kay.
 O modo de uso é bem simples, você coloca esse papelzinho na testa e deixa agir por alguns segundos, depois retire e observe se vai sair seco ou oleoso.
Bom esperamos ter ajudado a vocês nossos amores e amoras com essas diquinhas. XOXO e fiquem com Deus.

sexta-feira, 10 de junho de 2016

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Dica de Leitura

UM AMOR ANARQUISTA
MIGUEL SANCHES NETO



Olá amores e amoras, tudo bom com vocês?

A Dica de Leitura dessa semana vem trazendo esse livro que conta a história peculiar de um grupo de imigrantes italianos que vem ao Brasil em busca da confirmação de seus ideais, dentre eles o amor livre.

O livro é narrado em parte por Giovanni Rossi, precursor dos ideais anarquistas e socialistas dentro da Colônia Cecilia, localizada no Paraná.

Rossi sonha com o dia em que a sociedade perceba a beleza e a sensatez da vida em anarquismo. Uma de suas maiores prioridades é conseguir fazer os habitantes da colônia aceitarem a condição do amor livre, abrindo mão do desejo de posse instituído no relacionamento conjugal.

A história permeia entre vários pilares da sociedade tradicional, condenando por vezes, hábitos que estas possuem, quebrando paradigmas impostos pela utopia de um sonhador.

Um enredo intrigante para aqueles que se dispõem a entrar num mundo de ideais divergentes dos quais estão habituados.

Indico a leitura para todos aqueles que gostem de uma junção entre História e Literatura, pois é exatamente isso o que o livro apresenta.

Bom sem  muitos spoilers, encerramos por aqui e esperamos que apreciem a leitura :*